Candidato a deputado federal dá golpe em evangélicos e equipe fica sem receber pela campanha em Nortelândia

O candidato a deputado federal, Hélio da Silva Fonseca (PSDC), por Cuiabá, é suspeito de praticar estelionato contra fiéis em Nortelândia, Arenápolis, Nova Marilândia e na Capital.

Segundo o pastor da Igreja Pentecostal, de Nortelândia, Sebastião Matias, o candidato teria contratado 32 pessoas para trabalhar na campanha dele, pela quantia de R$1 mil cada, com pagamento programado para o último sábado (06), porém, até agora, ninguém recebeu e o pastor está sendo cobrado, pelo grupo que o ajudou. “Todas as pessoas chamadas, são carentes e foram convidadas justamente, para receberem um apoio financeiro, em troca do trabalho. Só para nós, ele está devendo R$32 mil, mas, sabemos que outras 30 Igrejas, e cerca de mil pessoas, foram enganadas e também não receberam, então o valor devido é bem mais alto”. Reforça.

Para justificar a falha, o pastor enviou um áudio de um suposto assessor chamado, Elizael Oliveira, confessando ao candidato Hélio, ter furtado o dinheiro. “Cara, eu fiz uma besteira irmão. Eu não sei nem como te falar, isso, espero que possa um dia me perdoar irmão, você sabe da minha luta e sabe que tô passando por um momento de dificuldade. Eu vou pegar esse dinheiro e vou embora com ele, mas, eu vou pagar tudinho, Hélio”. Finaliza, Tales, na suposta gravação.

A vítima, acredita que esse suposto coordenador de campanha teria combinado a desculpa com  Fonseca, para furtar o dinheiro, já que não consegue mais encontrar o candidato. O pastor registrou um boletim de ocorrência e o Hélio Silva Fonseca, poderá responder por estelionato.

Nossa equipe pesquisou no site oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e consta que Fonseca, não teve os votos validados, por estar com a candidatura impugnada.

 

Da Redação, com informações de Notícias de Arenápolis e Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar