Eleitores de Tangará da Serra vão em grande número logo nas primeiras horas

Um eleitorado de 65.681 votantes é aguardado nas 207 sessões disponibilizadas no município. E m Mato Grosso, os eleitores somam 2,3 milhões e no Brasil, o colégio eleitoral passa de 147,3 milhões de cidadãos.

Os eleitores tangaraenses demonstraram muita disposição para votar neste pleito. Logo nas primeiras horas da manhã, as sessões eleitorais já apresentavam filas, num ambiente de absoluta tranquilidade.

As 207 urnas eletrônicas disponibilizadas nos 33 locais de votação em Tangará da Serra esperam por 65.681 eleitores. A abstenção e votos brancos e nulos, porém, deverá ser maior que a média registrada nos últimos anos.

Eleitores compareceram em bom número logo cedo, demonstrando disposição para votar em seus candidatos
Eleitores compareceram em bom número logo cedo, demonstrando disposição para votar em seus candidatos

Nas eleições de 2014, por exemplo, a abstenção foi elevada, com 22,91% dos eleitores faltando com o voto. Percentuais de 6,04% e 5,98% corresponderam, respectivamente, aos votos brancos e nulos. Estas quebras no sufrágio, somadas, representaram naquele ano um índice pouco acima de 32%.

Se estes índices forem semelhantes em 2018, considerando uma pequena elevação da quebra de votos em razão do descontentamento com a classe política, Tangará da Serra deverá ter entre 42 mil e 43 mil votos válidos. Em Mato Grosso, que soma 2.330.eleitores, este número deverá ficar ao redor de 1.600.000

Abstenção e votos brancos e nulos, porém, deverá ser maior que a média registrada nos últimos anos
Abstenção e votos brancos e nulos, porém, deverá ser maior que a média registrada nos últimos anos

Brasil

Já em nível nacional, os números das eleições gerais são tão grandes quanto os desafios dos eleitos. São 147.302.357 brasileiros aptos a escolher o presidente da República, os governadores de 26 estados e do Distrito Federal, 54 senadores, 513 deputados federais, 1.035 deputados estaduais e 24 deputados distritais. Neste ano, 29.090 candidatos pediram registro na Justiça Eleitoral, mas somente 26.938 foram autorizados a concorrer.

As eleições vão mobilizar cerca de 2 milhões de mesários em todo o país, sendo que a metade se ofereceu para trabalhar como voluntário, no primeiro turno do pleito. O mesário tem um papel importante no processo eleitoral: cabe a ele receber e identificar os eleitores, compor as mesas de votos e justificativas, fiscalizar e organizar a seção de votação. Além dos mesários, 15,4 mil servidores da Justiça Eleitoral e 2.645 juízes estarão a postos neste domingo (7).

Para atender os 5.570 municípios, foram distribuídas 556 mil urnas eletrônicas em mais de 480 mil seções eleitorais, instaladas em 95 mil locais de votação. As urnas são levadas a locais remotos, como comunidades ribeirinhas amazônicas e aldeias indígenas. Estarão também no exterior: 500.727 eleitores poderão votar em 99 países. Foram enviadas 744 urnas (680 eletrônicas e 64 de lona) para os 171 locais de votação no exterior.

As urnas de lona foram encaminhadas a países que têm dificuldades alfandegárias, queda de energia e instabilidade política ou com poucos eleitores. O maior número de urnas eletrônicas seguiu para Boston (46) e Miami (45). Os Estados Unidos têm o maior colégio eleitoral no exterior, com 160.005 brasileiros, seguido do Japão (60.708) e de Portugal (39.118).

Acessibilidade

Segundo a Constituição, o voto é obrigatório aos brasileiros, natos ou naturalizados, alfabetizados, com idade entre 18 e 70 anos. Para os jovens de 16 a 17 anos, os idosos com mais de 70 anos e os analfabetos, o voto é facultativo. Diante desse preceito constitucional, a Justiça Eleitoral vem se aprimorando para dar condições de votação a todos. Haverá 45.621 seções eleitorais com acessibilidade.

Neste ano, 940.630 cidadãos com deficiência estão aptos a votar: 332.433 com deficiência de locomoção, 120.195 com deficiência visual e 63.861 com deficiência auditiva. Todas as urnas eletrônicas são preparadas para atender pessoas com deficiência visual: possuem o sistema Braille e a identificação da tecla número cinco nos teclados. Além disso, os tribunais regionais eleitorais vão disponibilizar fones de ouvido nas seções eleitorais especiais e naquelas onde houver solicitação, para atender o eleitor cego ou com deficiência visual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar