Em ato de campanha, Mendes reitera reestruturação e cita descentralização e multimodalidade

Candidato democrata ao Paiaguás disse que irá “entrar na máquina” para estancar gastos, defendeu ferrovias e prometeu priorizar saúde

O candidato ao governo do Estado Mauro Mendes (DEM), da coligação “Pra Mudar Mato Grosso”, visitou novamente Tangará da Serra neste sábado (29), em campanha.

Ao lado dos candidatos ao Senado Jayme Campos (DEM) e Carlos Fávaro (PSD), Mendes foi recepcionado num aeroporto particular pelo prefeito Fábio Martins Junqueira (MDB) e percorreu a Avenida Brasil em carreata da qual participaram vários candidatos à Assembleia Legislativa e à Câmara Federal.

Mauro disse que reestruturação dará fôlego ao governo para recuperar todas as áreas que hoje estão abandonadas pelo atual governo
Mauro disse que reestruturação dará fôlego ao governo para recuperar todas as áreas que hoje estão abandonadas pelo atual governo

Em entrevista exclusiva ao Bem Notícias, Mauro Mendes afirmou que tem convicção na vitória em 07 de outubro, conforme indicam as últimas pesquisas de intenção de votos, em que figura na primeira colocação com índices próximos a 40% da preferência do eleitorado. “Chegamos à reta final desta campanha bem à frente dos outros concorrentes e isso é irreversível”, disse.

O candidato democrata reforçou que, sendo eleito, dará início a um rigoroso trabalho de reestruturação da máquina pública estadual, que considera inchada e endividada. “Vamos entrar na máquina, estancar despesas e readequá-la às necessidades do estado. A reestruturação dará fôlego ao governo para recuperar o setor da saúde, para investir em logística, em segurança pública, em educação e em todas as áreas que hoje estão abandonadas pelo atual governo”, afirmou.

Em entrevista exclusiva ao Bem Notícias, Mauro Mendes afirmou que tem convicção na vitória em 07 de outubro, conforme indicam as últimas pesquisas de intenção de votos
Em entrevista exclusiva ao Bem Notícias, Mauro Mendes afirmou que tem convicção na vitória em 07 de outubro, conforme indicam as últimas pesquisas de intenção de votos

O termo “descentralização” foi muito mencionado por Mendes durante a entrevista e o setor da saúde, segundo o candidato, será priorizado. “Vamos descentralizar algumas ações e aproximar o estado do cidadão, que hoje tem que ir atrás do estado. Não pode ser assim, tem de ser o contrário, o estado é que deve chegar ao cidadão”, declarou, ao ser questionado sobre a regionalização da saúde. Ele disse que o apoio político será fundamental neste processo, e citou a bancada federal de Mato Grosso em Brasília como suporte fundamental.

Sobre a logística, o ex-prefeito de Cuiabá disse ser entusiasta da multimodalidade. Ele disse que é necessário “apertar o passo” na direção de modais como as ferrovias e citou a Ferrogrão, ferrovia longitudinal que ligará a região produtora do estado até o porto de Santarém, no Pará, e a Ferrovia de Integração do Centro Oeste (FICO) – esta em traçado transversal – ligando Mato Grosso até Vilhena, em Rondônia. “Também vamos brigar pela ampliação da Ferronorte. Precisamos avançar neste quesito, pois hoje temos uma demanda que está muito além da lenta evolução que alcançamos”, observou.

Por fim, o candidato democrata ao Paiaguás destacou que pretende acelerar obras em estradas na região, citando a retomada da pavimentação da MT-339 e a execução do asfaltamento da MT-240. As duas estradas ligam Tangará da Serra, respectivamente, à região oeste e a Santo Afonso. “Sabemos da importância destas estradas aqui para a região. Temos mais de 420 obras paralisadas pelo governo que vamos retomar para fazer valer o nosso potencial e alavancar o desenvolvimento de Mato Grosso”, finalizou.

Após o ato de campanha em Tangará da Serra, Mauro Mendes seguiu em retorno à capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar