Feira Estadual mostrou novas tecnologias e tendências da horticultura

Objetivo foi promover a difusão de tecnologia em horticultura a produtores rurais, técnicos extensionistas, estudantes e comunidade em geral, bem como realizar discussões sobre comercialização e mercado

Foram dois dias de intensa movimentação nos 39 estandes e no auditório onde foram promovidas palestras e painéis em torno do tema ‘Soluções para o Empreendedor do Campo’. A atividade típica da agricultura familiar e seus segmentos correlatos marcaram presença, assim como entidades ligadas ao setor e a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

1ª Feira Estadual de Horticultura foi promovida nos dias 26 e 27 últimos, no Centro de Pesquisas, Estudos e Desenvolvimentos Agroambientais da Unemat, em Tangará da Serra
1ª Feira Estadual de Horticultura foi promovida nos dias 26 e 27 últimos, no Centro de Pesquisas, Estudos e Desenvolvimentos Agroambientais da Unemat, em Tangará da Serra

Este foi o cenário da 1ª Feira Estadual de Horticultura, promovida nos dias 26 e 27 últimos, no Centro de Pesquisas, Estudos e Desenvolvimentos Agroambientais da Unemat, em Tangará da Serra. O evento foi uma realização conjunta da própria Unemat, Sindicato Rural, Prefeitura Municipal, Associação dos Engenheiros Agrônomos (AEATGA) e CREA-MT, com apoio da Empaer, Sesi, Sebrae e Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários. Marcaram presença como patrocinadores o Senar-MT, Sicredi, Aprosmat, Ideal Agroveterinária, Fort Agrícola, Netafim/Amanco e Grupo Dartora.

O objetivo da feira foi promover a difusão de tecnologia em horticultura a produtores rurais, técnicos extensionistas, estudantes e a comunidade em geral, bem como realizar discussões sobre a comercialização e o mercado de frutas, hortaliças e flores tropicais como alternativa de renda para agricultores e empresas do segmento.

Além da área de estandes com exposição de produtos de hortifrúti, floricultura, insumos, máquinas e equipamentos, o evento contou com minicursos, giro tecnológico pelas estações de demonstração de frutas, flores e hortaliças, bem como a visitação aos estandes de instituições ligadas ao setor.

Objetivo foi promover a difusão de tecnologia em horticultura a produtores rurais, técnicos extensionistas, estudantes e comunidade em geral, bem como realizar discussões sobre comercialização e mercado
Objetivo foi promover a difusão de tecnologia em horticultura a produtores rurais, técnicos extensionistas, estudantes e comunidade em geral, bem como realizar discussões sobre comercialização e mercado

O evento proporcionou discussões sobre os gargalos da comercialização de frutas, hortaliças e flores tropicais em Mato Grosso e, também, divulgação de resultados de pesquisas científicas e experiências de sucesso do setor de flores, frutas e hortaliças desenvolvidas e adaptadas ao ambiente mato-grossense. Os participantes também tiveram oportunidade de conhecer novas práticas de cultivo de frutas, flores e hortaliças, entre outras atividades essenciais à horticultura.

Além da área de estandes com exposição de produtos de hortifrúti, floricultura, insumos, máquinas e equipamentos, o evento contou com minicursos e giro tecnológico pelas estações de demonstração
Além da área de estandes com exposição de produtos de hortifrúti, floricultura, insumos, máquinas e equipamentos, o evento contou com minicursos e giro tecnológico pelas estações de demonstração

Estiveram à frente da organização os professores da Unemat, engenheiro agrônomo Wiliam Krause e engenheira florestal Celice Silva; a diretora do Sindicato Rural de Tangará da Serra, engenheira agrônoma Eloiza Zuconelli, e o presidente da Associação dos Engenheiros Agrônomos de Tangará da Serra (AEATGA), agrônomo Cláudio Terzi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar