Justiça determina o fim de movimento grevista dos professores em Campo Novo do Parecis

Mais de 300 professores da rede municipal de Campo Novo do Parecis, estão em greve por reajuste de salários. A paralisação começou no dia 31 de julho e com o movimento, cerca de cinco mil alunos seguem sem aulas.

A categoria indica a necessidade de reposição salarial de 4,5% e revista do Plano de Carreira. Como não houve acordo, os profissionais reforçam a continuidade do movimento, por tempo indeterminado.

Na última sexta-feira (10), o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, decretou a ilegalidade da greve, determinando a volta imediata dos profissionais ao trabalho e estabelecendo ainda, o desconto dos dias faltados.

Com a decisão judicial, o Sindicato dos Servidores Públicos, pode ser multado em R$ 10 mil por dia, caso descumpra a determinação.

 

CRÉDITOS FOTO: Gazeta MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar