Temperaturas voltam a oscilar e agosto poderá ter chuvas na primeira semana

Portal prevê leve queda na temperatura, com as máximas ficando nos 28°C e as mínimas descendo aos 14 graus celsius

Se o mês de julho chega ao seu final com calor e secura, o mês de agosto deverá iniciar com temperaturas mais amenas e possibilidade de chuvas ainda em sua primeira semana.

Segundo o portal Clima Tempo, a segunda-feira será de sol pela manhã e algumas nuvens a partir da tarde na região sudoeste de Mato Grosso. A máxima não deve superar os 34 graus celsius e as mínimas tendem a baixar aos 15°C. Não chove em hipótese alguma e a umidade relativa do ar se mantém entre 30% nas horas mais quentes do dia e 63% de madrugada.

Nesta segunda, máxima não deve superar os 34 graus celsius e as mínimas tendem a baixar aos 15°C
Nesta segunda, máxima não deve superar os 34 graus celsius e as mínimas tendem a baixar aos 15°C

Os portais Inmet e Cptec/Inpe apresentam prognósticos semelhantes ao Clima Tempo em relação a esta segunda-feira (30) e, também, para o dia seguinte.

Para terça-feira (31), o Clima Tempo prevê uma leve queda na temperatura, com as máximas ficando nos 28°C e as mínimas descendo aos 14 graus celsius. O portal prevê, ainda, muitas nuvens, ventos fracos/moderados e umidade relativa do ar de 37% durante o dia. Previsões semelhantes constam nos outros dois portais de meteorologia.

Chuva do “caju”?

Meteorologia cogita possibilidade de chuvas no próximo final de semana
Meteorologia cogita possibilidade de chuvas no próximo final de semana

A chegada de uma frente fria e úmida na região Sudeste do Brasil no domingo poderá significar instabilidades no Centro Oeste. Segundo o Clima Tempo, poderão ocorrer chuvas na metade sul de Mato Grosso já a partir do próximo domingo.

Caso ocorram, as chuvas não deverão trazer consigo nenhuma friagem, mas poderão vir com ventos mais intensos, podendo configurar na tradicional “chuva do caju” mato-grossense. Se a previsão se confirmar, a região sudoeste do MT deverá conviver com uma significativa melhoria na qualidade do ar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar