Dívidas rurais inscritas até o fim de julho terão descontos e prazo estendido

Dados da Procuradoria Geral da União, aponta que mais de 4 mil pessoas físicas e jurídicas, detentoras de terras, no Brasil, acumulam dívidas que somam R$906 bilhões.

Para estimular o pagamento destes quase, 1 trilhão de reais à União, o Governo, alterou no início deste ano, os prazos estabelecidos na Lei 13.340/16 (artigo 4) para a liquidação de operações de crédito rural que estão inscritos em Dívida Ativa da União.

A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (FAMATO) informa que continua a ser concedido os descontos entre 60% a 95%, de acordo com o saldo devedor, até 27 de dezembro de 2018 e a suspensão do ajuizamento e do prosseguimento das execuções fiscais em andamento até a mesma data.

Com essa medida, continua a conceder descontos a todas as operações de crédito rural, inscritas em dívida ativa da União ou encaminhadas para inscrição até 31 de julho de 2018, relativas à inadimplência ocorrida até 31 de dezembro de 2017.

A Famato, alerta também, sobre operações de crédito rural, com ativos transferidos para o Tesouro Nacional e que não tenham sido inscritos na Dívida Ativa da União (DAU), mas estejam executados pela Procuradoria Geral da União, serão concedidos os devidos descontos.

Acompanhe abaixo a tabela de bonificação e descontos das dívidas em aberto:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar