Comunidade descarta lixo doméstico na cachoeirinha do Córrego Estaca

Descarte irregular de lixo, no Córrego Estaca

O descarte irregular de lixo, se tornou rotina. É fácil encontrar pelas ruas, desde um papel de bala até uma latinha de bebida, jogados em diversos pontos da cidade. Agora, a preocupação é maior, quando o descaso é com o meio ambiente.

A vegetação às margens do Córrego Estaca, conhecido por “antiga biquinha”, localizado próximo ao prédio da Prefeitura é um exemplo prático. Este espaço que deveria ser zelado pela população, por oferecer lazer e diversão à comunidade é sacrificado por maus hábitos.

Vegetação da “cachoeira da biquinha” se mistura ao lixo doméstico

As fotos revelam o acúmulo de lixo no local. Embalagens plásticas, garrafas pet e de vidro, são os produtos mais encontrados, e até mesmo um triciclo infantil, foi jogado ali.

A limpeza é realizada pela Secretaria de Infraestrutura, que recolhe o lixo e faz a destinação correta. O cidadão pode solicitar o serviço na ouvidoria da Prefeitura, pelos Fones: (65) 3311-4835 | 0800 647 4411 

Fiscalização, punição e multa 

A Secretaria de Meio Ambiente, tem trabalhado em ações educativas, embora, o secretário, Magno Alves, aponte que é difícil conscientizar e mais ainda identificar os infratores “O descarte irregular é feito geralmente à noite. Por isso, temos problemas para fazer o flagrante”. Ele explica ainda, que o descarte irregular pode gerar multa. “Os valores são variáveis, porque depende muito do tipo de lixo descartado, da quantidade, e também, se a pessoa é reincidente, o que pode agravar e pesar ainda mais no bolso do infrator”. Reforça.

Secretário de Meio Ambiente, Magno Alves.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar