“Candidatura majoritária e palanque farão partido resgatar protagonismo”, diz líder do DEM

Ex-prefeito vê o pleito de 2018 como a grande chance para o DEM recuperar a musculatura perdida na última década em Tangará da Serra e no Mato Grosso

Para voltar ao cenário político na condição de protagonista, é necessário que um partido tenha “cabeça e palanque”. É o que entende o ex-prefeito e ex-deputado estadual Jaime Luiz Muraro, maior expressão do Democratas em Tangará da Serra.

Muraro: “Partido que não tem cabeça e palanque vai a reboque de outras siglas e não elege ninguém

Longe da vida pública, Muraro tem priorizado sua família e suas atividades como produtor rural. Mas não abre mão de participar do cotidiano do DEM, partido no qual está filiado desde que a sigla ainda se chamava PFL, nos anos de 1990. Hoje, o ex-prefeito é presidente de honra da legenda no município.

O ex-prefeito vê o pleito de 2018 como a grande chance para o DEM recuperar a musculatura perdida na última década em Tangará da Serra e no Mato Grosso. “Ficamos sem palanque, e se um partido não tem isso, vai a reboque de outras agremiações e dificilmente elege alguém”, disse.

DEM mostrou estar em busca de novo fôlego no último mês de março, ao receber a adesão de várias lideranças políticas
DEM mostrou estar em busca de novo fôlego no último mês de março, ao receber adesão de várias lideranças políticas

Buscas e diálogos

Agora, o DEM parte em busca de composições e já negocia com outras siglas. Jaime Muraro, porém, sustenta a tese de que não há qualquer chance de composições com o PT, por questões ideológico-partidárias, e com o PSDB, que abriga o governador Pedro Taques, que deverá ir à reeleição. Já partidos como MDB, PSD, PP, PR e PTB, entre outros, são bem-vindos nas conversações.

Em nível estadual, o DEM mostrou estar em busca de novo fôlego, ao receber, no último mês de março, adesão de lideranças políticas como o deputado federal Fabio Garcia, o presidente da Assembleia Eduardo Botelho, os deputados estaduais Mauro Savi e Adriano Silva e o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes, todos egressos do PSB.

As lideranças do DEM no estado também confirmam a pré-candidatura do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, a Presidência da República.

Em Tangará da Serra, porém, o DEM se ressente da falta de um maior poderio e da renovação de lideranças. Atualmente, não possui representação na Câmara Municipal e desde as eleições de 2012 não figura entre as agremiações de destaque no cenário local.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar